A ACADEMIA é o primeiro "futeblog gráfico" do mundo: 11 artistas gráficos desenhando sobre seu time. São cartunistas, caricaturistas, ilustradores e quadrinhistas, alguns mais fanáticos, outros nem tanto, cada um, ao seu estilo, traçando sua relação com o Palmeiras. Confira nos Arquivos os posts desde Janeiro/2010.


blog.aacademia.gmail.com


AUTORES

Airon

Airon é paulista, cartunista, ilustrador, diretor de animação e crítico de top models tailandezas. Nos momentos em que ele não está desenhando, tomando café, desenhando ou até mesmo tomando café, está assistindo aos jogos do Palmeiras ou aprendendo sobre a vida com a sua filha Luiza, coisinha mais fofa que ele considera a sua "obra prima"!( Bom, sua esposa reivindica 50% da criação...). Veja auto-apresentação aqui.

Baptistão

Eduardo Baptistão nasceu palmeirense em 1966, na Mooca, São Paulo. Sem o mínimo talento para ser jogador de futebol, foi trabalhar com desenho, sua tendência natural desde a infância. Virou ilustrador profissional em 1985. Trabalha no Estadão desde 1991 e, desde 2003, também para o Jornal da Tarde. É colaborador assíduo também das revistas Carta Capital, Veja e Você S/A. Veja auto-apresentação aqui.

Caco Galhardo

Caco Galhardo, cartunista, publica sua tira diária na Folha de São Paulo desde 1996. Tem seis livros publicados e alguns de seus personagens já viraram animações no canal Cartoon Network. Seu trabalho também pode ser acompanhado no site www.cacogalhardo.com.br. Também faz michê.

Caio Majado

Caio Majado ilustra profissionalmente desde 2000, Publicou em editoras e agências publicitárias e produziu quadrinhos no Brasil onde ganhou um HQ Mix e nos Estados Unidos, onde não ganhou nada! Torce para o Palmeiras desde que nasceu e quase teve um ataque cardiaco quando ganhou a libertadores da América em 1999. Já recuperado, quase teve outro ataque quando perdeu o mundial de interclubes no mesmo ano. Veja auto-apresentação aqui.

Custódio

Custódio é paulistano de Interlagos, safra 1967, ano do Robertão e da Taça Brasil. Tem alguns livros publicados, não tantos quanto os parafusos no tornozelo e joelho, por causa do futebol. Foi um mediano jogador federado de futsal na juventude, e seu orgulho é que nunca enfrentou o Palmeiras. Seus parentes são quase todos de Santa Catarina e palmeirenses. É cartunista há 22 anos. Veja auto-apresentação aqui.

Elizeu

Elizeu é pernambucano de Carpina. Tem 28 anos, e mesmo tendo crescido a milhares de km do Palestra Itália é palestrino roxo (aliás, verde). Os culpados? Evair, Rivaldo, Edmundo... Enfim, os super-bicampeões de 93 e 94. Quando criança teve um braço engessado por Rinaldo, o grande ponta esquerda da Primeira Academia, fato que lhe é motivo de orgulho. Trabalha como ilustrador desde 2002, ano em que chegou a SP. Veja auto-apresentação aqui.

Fernandes

Paulista de Avaré, mora no ABC paulista. Um dos caricaturistas/ilustradores mais premiados do país. Tem 30 anos de profissão e 50 de daltonismo. É daltônico principalmente para o verde, talvez por isso o amor pelo Palmeiras seja tão cego. Perdendo ou ganhando, não importa, tem sempre uma desculpa. Veja auto-apresentação aqui.

Gabriel Bá

Gabriel Bá conta histórias em Quadrinhos e tem trabalhos publicados no Brasil, Espanha, Estados Unidos, Alemanha, França e Itália. Criou a série 10 Pãezinhos com seu irmão Fábio Moon, com quem também publica uma tira aos sábados na Folha de São Paulo chamada Quase Nada. Não é fanático por futebol, não sabe o hino, mas joga bola com os amigos toda semana há quase 15 anos. Veja auto-apresentação aqui.

Jal

JAL é cartunista, jornalista e começou sua carreira na Folha de São Paulo em 1973. Depois trabalhou em diversos jornais, revistas, TV, rádio e como jurado de concurso de camisetas molhadas em Itabiúca do Oeste. É presidente da Associação dos Cartunistas do Brasil porque não tem ninguém que queira esse cargo. É palmeirista (como o pai dizia) e adora o verde esperança da camisa. Veja auto-apresentação aqui.

Kitagawa

André Kitagawa é formado em arquitetura mas virou ilustrador e quadrinista. É Palmeirense por influência do pai, irmãos e primos. Nascido em 1973, só conseguiu desentalar o grito de "campeão" aos 19 anos. Valeu a pena. Veja auto-apresentação aqui.

Orlando

Orlando é ilustrador e artista gráfico. Publica desde 1978 e na Folha de S.Paulo desde 85. Filho de são paulino com corinthiana, culpa Dudu e Ademir da Guia por ser palmeirense. Veja auto-apresentação aqui.

Contador de Visitas


View My Stats



XML/RSS Feed
O que é isto?

Arquivos

01/09/2012 a 30/09/2012

01/07/2012 a 31/07/2012

01/04/2012 a 30/04/2012

01/03/2012 a 31/03/2012

01/02/2012 a 29/02/2012

01/01/2012 a 31/01/2012

01/12/2011 a 31/12/2011

01/11/2011 a 30/11/2011

01/10/2011 a 31/10/2011

01/09/2011 a 30/09/2011

01/08/2011 a 31/08/2011

01/07/2011 a 31/07/2011

01/06/2011 a 30/06/2011

01/05/2011 a 31/05/2011

01/04/2011 a 30/04/2011

01/03/2011 a 31/03/2011

01/02/2011 a 28/02/2011

01/01/2011 a 31/01/2011

01/12/2010 a 31/12/2010

01/11/2010 a 30/11/2010

01/10/2010 a 31/10/2010

01/09/2010 a 30/09/2010

01/08/2010 a 31/08/2010

01/07/2010 a 31/07/2010

01/06/2010 a 30/06/2010

01/05/2010 a 31/05/2010

01/04/2010 a 30/04/2010

01/03/2010 a 31/03/2010

01/02/2010 a 28/02/2010

01/01/2010 a 31/01/2010

Links

:: UOL - O melhor conteúdo
:: BOL - E-mail grátis
 Airon
 Baptistão
 Caco Galhardo
 Caio Majado
 Custódio
 Elizeu
 Fernandes
 Gabriel Bá
 Jal
 Kitagawa
 Orlando



:: Postado por Jal às 16h03

:: Enviar esta mensagem

:: Postado por Fernandes às 12h21

:: Enviar esta mensagem

Lanternada

:: Postado por Elizeu às 05h31

:: Enviar esta mensagem

Brinde de aniversário

:: Postado por Custodio às 01h46

:: Enviar esta mensagem

Palestrinus típicus

Estranho ser, que vai da alegria ao desespero sem intervalo.
Vai da dor à classificação, vence os gigantes e tropeça nos nanicos, todos os anos.

Se você é um deles, parabéns pelos 96 anos!
E não se assuste: apesar de muitas cabeças, o esta espécime só tem UM coração.

E é VERDE.

:: Postado por Custodio às 01h21

:: Enviar esta mensagem

:: Postado por Jal às 00h10

:: Enviar esta mensagem

Palmeiras 0x3 Atlético-GO

:: Postado por Bap às 23h31

:: Enviar esta mensagem

Valdívia

:: Postado por Fernandes às 18h42

:: Enviar esta mensagem

Feliz aniversário

Há exatos 96 anos, um grupo de pessoas da colônia italiana se reunia em São Paulo para fundar o Palestra Itália, que, anos mais tarde, passaria a se chamar Palmeiras.

Mais uma vez me utilizo das ilustrações que fiz para o livro Meu Pequeno Palmeirense, agora para marcar esta data de aniversário.

Parabéns a toda a comunidade palmeirense espalhada pelo mundo.

:: Postado por Bap às 15h19

:: Enviar esta mensagem

:: Postado por Jal às 10h20

:: Enviar esta mensagem

Palmeiras 3 x 0 Vitória, in loco

Ontem pela primeira vez, dois acadêmicos deste blog foram juntos ao estádio.
Isso é raro, visto que todos estão sempre envolvidos em seus projetos e/ou fazendo seus horários nas redações (quase sempre na hora em que há jogos).
Ontem fomos eu e o Fernandes, que está de férias.

Vitória inesquecível, redentora, e com a cara do nosso treinador.

Mas no instante limite, mágico, em que todo o estádio olhava aquela bola da falta se encaminhando para o ângulo, rumo ao terceiro gol aos 44 do segundo tempo, de onde eu estava na arquibancada percebi um detalhe, um relance de imagem.

Sem câmera, só me restou desenhar este momento e o detalhe que só eu vi no estádio lotado.

Um detalhe que vale por 500 palavras.

:: Postado por Custodio às 22h09

:: Enviar esta mensagem

Palmeiras 3X0 Vitória

Ah! Não deu pra segurar!

:: Postado por Airon! às 17h30

:: Enviar esta mensagem

´

ESSE É O PALMEIRAS QUE QUEREMOS VER! VIROU SOBRE O VITÓRIA NA SULAMERICANA!

3 X 0 COM GOLS LINDOS E VONTADE DE VENCER. O ESPÍRITO KLEBER INVADIU O TIMEE...SEM O KLEBER EM CAMPO!

AGORA VAMOS EMBALAR.

:: Postado por Jal às 00h48

:: Enviar esta mensagem

500 jogos nesta noite

 

Singela homenagem minha e deste blog a essa instituição chamada Marcos.

Toda a nossa gratidão por esses 500 jogos de devoção à nossa camisa.

 

*Desenho feito para o livro "Meu Pequeno Palmeirense", de Soninha Francine.

:: Postado por Bap às 19h08

:: Enviar esta mensagem

A pedidos de um tal Scolari...

Um gaiato (suponho que seja) passou por AQUI assinando como Scolari, pedindo uma força para os jogadores e torcedores para o jogo desta noite.
Sendo ou não o Scolari legítimo, o pedido é perfeito, portanto aqui vai minha singela contribuição, torcendo para que este dia seja o primeiro dia de épicas jornadas palmeirenses, de cegar os olhos e lavar a alma.

 

"Este dia 19 de agosto, pode ser o renascimento de uma nova era no Palmeiras.
Só depende de vocês, jogadores e de nós, torcedores.
Mas e os deuses da bola, estarão conosco?
UM deles estará.
Sentado no nosso banco, comandando o time.
Forza Palmeiras!!

:: Postado por Custodio às 00h32

:: Enviar esta mensagem

Qual a semelhança do futebol com a arte?

:: Postado por Custodio às 16h25

:: Enviar esta mensagem

:: Postado por Jal às 11h09

:: Enviar esta mensagem

Amuleto

 

:: Postado por Kitagawa às 20h42

:: Enviar esta mensagem

:: Postado por Jal às 20h38

:: Enviar esta mensagem

:: Postado por Jal às 15h17

:: Enviar esta mensagem

Anita e Garibaldi

Hoje, 04 de agosto, faz 161 anos que morreu Anita Garibaldi.
A história desta mulher está ligada à lutas republicanas no Brasil, no Uruguai e na Itália, onde é heroina nacional.
Pela luta nas Américas e na Europa, é chamada de Heroina de Dois Mundos.

Giuseppe Garibaldi, seu companheiro, sonhava com a Itália unificada em uma só República. Condenado à morte, veio ao Brasil e acabou aderindo à luta dos gaúchos contra o Império do Brasil, e, nessa luta, conheceu Anita.

Mas o que isso tem a ver com Palmeiras?

Garibaldi era um nacionalista italiano, numa época em que não havia uma "Itália".
Eram vários reinos espalhados, com interesses diversos. Portanto, ele lutou por um país que ainda não existia.
Assim que chegou ao Brasil, se aproximou de outros italianos, fizeram sociedades e grupos.

Pois se ele sonhava com um país que não "existia", porque ele não podia torcer para um time que, representando tudo o que ele sonhava, também não existia? Posso arriscar com certeza: Anita e Garibaldi só não foram Palestrinos porque, na época, ainda não tinham inventado nem o futebol, nem o Palestra.

Com esta homenagem no aniversário dos 161 anos de morte da Anita, corrijo esta injustiça histórica e coloco nos dois herois guerreiros a camisa que eles, por ironia da história, não tiveram oportunidade de vestir.

Anita e Garibaldi, os Palestrinos.

 

Para quem se interessar, lancei nesta semana um livro que conta, em quadrinhos, a juventude de Anita e Giuseppe Garibaldi.

A endereço do projeto é www.anitagaribaldi.com, e o livro pode ser comprado pelo email anita@custodio.com

:: Postado por Custodio às 22h52

:: Enviar esta mensagem

DESILUSÃO

:: Postado por Caco Galhardo às 12h22

:: Enviar esta mensagem

:: Postado por Jal às 11h49

:: Enviar esta mensagem